Eco atitude do dia – dia 7

Na nossa casa, instalamos um sistema de aquecimento de água por placas solares. Basicamente o sistema funciona da seguinte forma: a água fria circula por placas sob o sol, o que a aquece. A água quente naturalmente sobe para um boiler para armazenagem, de onde vem a água para o banho. Acho esse sistema extremamente simples e eficiente, como todas as coisas inteligentes e inspiradas na natureza.

Pela nossa experiência, no verão o sistema é extremamente auto suficiente, e a água chega a 50-60 graus Celcius no verão quando o dia tem sol e permanece quente por até 3 dias nublados. Isso permite uma economia de cerca de R$ 60,00 mensais na nossa conta de energia no verão, 60% de economia! No inverno, é um pouco diferente, a água só fica quente em dias muito ensolarados e atinge no máximo 40 graus Celcius, necessitando de um apoio, no nosso caso é um chuveiro elétrico com a chave na posição verão, o que ainda nos dá uns 30% de economia de energia.

Se você pretende instalar um sistema de aquecimento solar, preste atenção: ele realmente não pode ser utilizado sozinho, mas não instale boiler com aquecimento elétrico, pois isso custará caro e não é nada eficiente! O boiler fica aquecendo mesmo quando não tem ninguém usando a água! A dica é usar mesmo o chuveiro elétrico, barato e eficiente, ou usar uma serpentina no fogão a lenha ou lareira, que são mais usados no inverno:

Bom, mas voltando à ecoatitude do dia, ontem a água estava morninha e eu não queria usar o chuveiro elétrico, tomei um banho ultra rápido! Essa é a atitude: economize água e energia no banho: tome banhos rápidos e eficientes!

De acordo com a Organização das Nações Unidas, cada pessoa necessita de 3,3 m³/pessoa/mês (cerca de 110 litros de água por dia para atender as necessidades de consumo e higiene). No entanto, no Brasil, o consumo por pessoa pode chegar a mais de 200 litros/dia! Os brasileiros gastam água demais no banho, até mesmo porque tomamos banho todos os dias, prática incomum no mundo, sabia? Mas não precisa parar de tomar banho, basta diminuir o tempo no chuveiro, um banho de 15 min gasta em torno de 135 litros de água, se diminuirmos pela metade, o que já é um bom banho, economizamos no final do mês mais de 2 mil litros!
Ah! Se vc mora em prédio e a pressão é muito alta, instale no chuveiro um controlador de vazão e economize mais água!

Isso sem falar que o banho também consome energia, um banho de chuveiro elétrico de 15 mim consome 135000W. Se o aquecimento for a gás ou a óleo, também estará consumindo energia, provinda do petróleo, material poluente e não renovável. Achei uma pesquisa feita pela USP que comprovou que o melhor e mais eficiente aquecimento de água é o solar + chuveiro elétrico, como ele se paga com o tempo (em média 3 anos) já que não consome muita energia, o custo acaba ficando igual ao chuveiro elétrico sozinho! Vejam a pesquisa:

Chuveiro elétrico
Água: R$ 0,13
Energia elétrica: R$ 0,09
Gás: –
Total: R$ 0,22

Consumo de água: 4 litros
Custo de aquisição e instalação: R$ 31
Híbrido (solar + chuveiro elétrico)
Água: R$ 0,14
Energia elétrica: R$ 0,08
Gás: –
Total: R$ 0,22

Consumo de água: 4,1 litros
Custo de aquisição e instalação: R$ 888
Solar
Água: R$ 0,31
Energia elétrica: R$ 0,04
Gás: –
Total: R$ 0,35

Consumo de água: 8,7 litros
Custo de aquisição e instalação: R$ 4.045
Gás
Água: R$ 0,28
Energia elétrica: –
Gás: R$ 0,30
Total: R$ 0,58

Consumo de água: 9,1 litros
Custo de aquisição e instalação: R$ 945
Boiler elétrico
Água: R$ 0,25
Energia elétrica: R$ 0,53
Gás: –
Total: R$ 0,78

Consumo de água: 8,4 litros
Custo de aquisição e instalação: R$ 1.855

Despesa mensal para família de quatro pessoas (cada um toma um banho por dia)

Chuveiro elétrico: R$ 26,40
Híbrido: R$ 26,40
Solar: R$ 42,00
Gás: R$ 69,60
Boiler: R$ 93,60

Dúvidas sobre aquecimento solar? Acesse aqui.

Anúncios

Louças e metais econômicos

As novas tecnologias das louças e metais sanitários trazem cada vez mais economia no consumo de água potável. Selecionamos alguns produtos encontrados no mercado que possuem este tipo de proposta:

A Deca vem se aprimorando e possui linhas bastante interessantes:
As linhas Decamatic e Decamatic eco são acionadas através de um leve toque e possuem fechamento automático, com potencial econômico de até 55% para as torneiras e de até 80% para os mictorios se comparados a produtos convencionais. Ambas as linhas são compostas por dispositivos economizados trazendo alem de economia, conforto com tecnologia de ponta aos usuários. O registro Decamatic pode ser utilizado inclusive no chuveiro, controlando o volume de água para o banho.

A linha Decalux possui o sistema elétrico ou bateria, sendo acionada automaticamente por sensor assim que alguém se aproxima, com um potencial econômico de até 75% para as torneiras e de até 80% para as válvulas de mictório em relação a produtos convencionais. Alem disso é muito econômica e trazem higiene e conforto aos usuários.

A linha Touch tem o mesmo funcionamento, mas com design mais moderno e iluminação com led:

Nas bacias sanitárias, os controles de vazão são as válvulas duplas de 3 e 6 litros que evitam desperdícios em mais de 60%. Os botões duplos já podem ser encontrados em diversas marcas e podem ser utilizados tanto em caixas acopladas como em válvulas de paredes. No caso de reforma é possível trocar a hydra por válvula de botão duplo e gerar economias.

Uma grande novidade é a bacia da Roca, a W+W, que reaproveita no vaso sanitário a água utilizada na pia. O sistema, além de bonito faz uso das águas cinza (como é chamada a água residual das lavações) gerando economia de quase 100% para o vaso sanitário.

Para gerar maiores economias também é indicado o uso de dispositivos economizadores que ajudam a minimizar em até 80% o consumo através de controle de vazão. Os arejadores, que inserem bolhas de ar no jato, diminuem o consumo das torneiras e podem ser comprados separadamente e acoplados numa torneira antiga. Se você mora em um local com pressão de água muito forte, deve colocar restritores de vazão no chuveiro e torneiras, o que pode economizar muito o consumo.

Uso de água de chuva

Como forma de economizar água em edificações residenciais e comerciais, a inserção de sistemas de reaproveitamento de águas é imprescindível, sendo um ponto a favor da sustentabilidade da obra. A natureza agradece e o bolso também, já que as economias podem chegar a 40% em edificações residenciais e 80% em edificações comerciais.

As águas de chuva, coletadas pelos telhados, podem ser armazenadas para serem utilizadas em: lavação de roupas, lavação de calçadas e veículos, piscinas, vasos sanitários, irrigação de jardim e obras. Todos estes usos somam mais de 40% do consumo de água de uma residência.

A água de chuva é extremamente limpa, porém pode carregar pequenas partículas de sujeira que se acumulam no telhado. Portanto, ela não pode ser simplesmente armazenada, deverá ser tratada primeiro. Em edificações pequenas, é possível inserir um sistema de descarte do primeiro volume da água de chuva, que contém os elementos de sujeira, o restante vai para uma cisterna enterrada ou de piso que vai alimentar a casa. Em grandes áreas de telhado é necessário o uso de filtros e o mercado brasileiro já conta com alguns modelos prontos.

Para calcular quanto você vai poder armazenar, procure saber a pluviosidade média da sua cidade e faça as contas considerando a área do seu telhado. Por ex: se a pluviosidade média da sua cidade é de 200mm por mês e o seu telhado tem 100 metros quadrados: 0,2m x 100m2 = 20 metros cúbicos = 2000 litros de água de chuva por mês.

No caso de reformas, é possível inserir o aproveitamento de água de chuva somente se o encanamento for trocado, pois é preciso um encanamento novo para distribuição para os pontos que usarão água se chuva. Também é preciso inserir uma nova caixa de água ou colocar um pressurizador na saída da cisterna.

A Ecodhome comercializa o projeto pronto de um sistema de aproveitamento de água de chuva. A execução do projeto é de baixo custo e os materiais podem ser comprados em qualquer loja de materiais de construção:

Casa Modelo de Sustentabilidade

Com intuito de servir de modelo para quem quer construir de forma mais sustentável, a Casa modelo foi criada pelo escritório Ecodhome e já possui 1 ano de existência. A Casa modelo chamada de Ecohabitat serve como uma exposição de tecnologias sustentáveis, saúdáveis e viáveis. Foi construída em Florianópolis e faz uso de diversas soluções de sustentabilidade:

– PROJETO BIOCLIMÁTICO: desenvolvido a partir de simulações computacionais para prever a iluminação e ventilação naturais, além de garantir o conforto térmico da casa sem uso de sistemas artificiais.
– TERRAÇO VERDE: para aumentar a cobertura verde minimizando o efeito das ilhas de calor;
– OCUPAÇÃO SUSTENTÁVEL: a casa é compacta e ocupa uma porção pequena do terreno, o restante é tratado com paisagismo ecológico e revesitimentos permeáveis para absorver as aguas pluviais, evitando enchentes e criando maior integração com o ecossistema local;
– MATERIAIS DE BAIXO IMPACTO: todos os materiais da obra foram selecionados rigorosamente e devem obedecer a alguns critérios de sustentabilidade: baixa emissão de poluentes, princípios de reciclagem, materiais regionais, madeiras certificadas, tintas de baixa emissão, entre outros;
– SISTEMA DE ÁGUA E ESGOTO ECOLÓGICOS: a casa faz proveito de água de chuva e limpa e reaproveita águas cinza (águas das lavações). As águas cinza passam por uma tratamento natural por filtro plantado e é reaproveitada nos vasos sanitários;
– ILUMINAÇÃO EFICIENTE: a iluminação diurna é sempre garantida por iluminação natural e a noturna é feita por lâmpas eficientes como fluorescentes e leds.

Este projeto e todas as suas soluções de saneamento e materiais está sendo disponibilizado para comercialização na loja virtual da Ecodhome, entre em contato!

eco casa
Ficha técnica:

Local: Florianópolis – SC

Ano do projeto: 2008

Soluções de sustentabilidade: projeto bioclimático fazendo uso de direconamentos propícios de Feng Shui, utilização de materiais de baixo impacto como tijolo de solo-cimento, telhado verde, reuso de água de chuva e de águas cinza, e aquecimento solar de água.

Projeto arquitetônico: Arq. Carine Nath

Veja o programa Missao casa mostrando a Casa Modelo: