Eco atitude do dia – dia 21

Sabe uma grande eco atitude que descobri hoje? Usar o Skype!

Hoje fizemos uma reunião aqui no escritório com clientes de Curitiba e poupamos tempo, dinheiro e muitas emissões ambientais. Para ser mais precisa, poupamos a emissão de 133.63 Kg de CO2! Viajar menos faz a maior diferença, portanto as dicas são:

– Voe menos, reúna-se por videoconferência;
– Use menos seu carro, faça reuniões pelo Skype! Ou por e-mails;
– Se for viajar, calcule seus impactos e procure compensá-los. Já existem várias calculadoras de emissões de carbono que ainda te ajudam a saber o que fazer para compensar seus impactos, a que mais indico é esta:

Clique aqui para acessar

Anúncios

Eco atitude do dia – dia 3

A eco atitude do dia, hoje, não é lá uma atitude muito cotidiana… hoje eu troquei de carro! Alguns eco-requisitos foram importantes na minha decisão: tinha que ser um carro movido a etanol e de baixo consumo. Na verdade mesmo, eu queria um carro elétrico alimentado por energia gerado em placas fotovoltaicas, mas o custo disso vocês já sabem… e não é fabricado no Brasil, o que não é bom para a economia local!

Resolvi me informar melhor sobre o etanol e a diferença nas emissões entre ele e a gasolina. Achei um artigo que falava de o IEMA (Instituto de Energia e Meio Ambiente), que apresentou o 1º Inventário Nacional das Emissões Atmosféricas por Veículos Automotores Rodoviários, pesquisa realizada por dois anos sobre as emissões veiculares no Brasil entre 1980 e 2009 e com projeções para o período entre 2010 e 2020.

No documento dizia que os carros movidos à gasolina entre 1999 e 2009 foram responsáveis por 71% das emissões de CO 2, enquanto que os movidos a etanol foram responsáveis por 18%. Em 2020, a previsão é que 47% da emissão seria de carros movidos à gasolina e 33% dos movidos à etanol. Mas antes não tinhamos mais carros a gasolina do que a álcool?

Na verdade, ambos os combustíveis emitem CO2, quase na mesma proporção por litro! A diferença está nos outros componentes, a gasolina emite também hidrocarbonetos, aldeídos e outros materiais particulados, todos muito perigosos para a saúde humana e animal! O etanol também emite alguns componentes, mas menos perigosos. Além disso, todo o processo de extração e beneficiamento do petróleo é altamente impactante para a natureza! A indústria do etanol é mais leve (isso quando não se planta cana de açucar em reservas ecológicas!) e menos perigosa, apesar de também envolver impactos ambientais. Mas será que seria possível que todos os carros no Brasil (e no mundo) fossem movidos a etanol? Não sei se teríamos terra suficiente para tanto plantio de cana, ou água suficiente para gerar etanol… não sei se a natureza poderia nos dar tanto suporte sem ficar comprometida. É uma questão a se pensar enquanto não temos outra alternativa, quem sabe não chegam por aqui os carros movidos a hidrogênio (só existem no Japão!).

A partir de agora vou tentar (quando o bolso permitir) usar sempre etanol no meu carro novo. Infelizmente, hoje, o etanol tem sido mais caro que a gasolina (alguém me explica isso?) e o bolso pesa um pouco nessa eco-atitude! O governo precisa ajudar nessas horas!

A dica então é: usem etanol. Em breve quero comprar uma bicicleta.