Eco atitude do dia – dia 26

Que comer fruta é muito saudável todo mundo sabe, porém sabia que devemos dar preferência para a fruta da estação? Sim, porque assim garantimos que a fruta é mais orgânica e não foi adubada e tratada quimicamente, nem veio de looongas distâncias para atender a nossa vontade de comer Caqui no verão ou comer framboesa no nordeste do Brasil… Minha feira hoje foi cheia de caqui, carambola e ponkan, todas frutas deste mês.

Para saber mais sobre as frutas que temos no Brasil, em cada estação veja:

Primavera :

Banana, caju, laranja, melão, morango, amora e pêssego.

Verão:

Abacaxi, acerola, abacate, ameixa, banana, caju, coco, figo, goiaba, jaca, laranja, limão, maçã, manga, maracujá, melancia, melão, pêra e uva.

Outono:

Abacate, banana, caqui, coco, goiaba, jaca, laranja, limão, maçã, maracujá, melancia, carambola, pêra e tangerina.

Inverno:

Banana, laranja, limão, mamão, melão, morango, pêra e tangerina.

Anúncios

Eco atitude do dia – dia 20

Diga-me onde compras que te direi quem és!

Prefira comprar qualquer produto em lojas que você conhece a procedência das mercadorias, se você cuida da qualidade do que você leva para casa e da forma com que as coisas são produzidas, você é um consumidor conciente!

Já falei disso em outro post, mas queria frisar aqui mais uma eco atitude: hoje fiz minhas “comprinhas do mês” em uma loja que conheço e seu que cada produto é cuidadosamente selecionado. Fiz uma cesta: farinha, açucar, arroz, feijão, cogumelos, frutas, bolachinhas, bolos e pão. Tudo orgânico, sem excesso de embalagens, simples e natural.

Esta é uma eco atitude, pois consumindo produtos orgânicos muitos impactos ambientais são minimizados. Produto orgânico é um alimento sadio, limpo, cultivado sem agrotóxicos e sem fertilizantes químicos. Eles provêm de sistemas agrícolas baseados em processos naturais, que não agridem a natureza e mantêm a vida do solo intacta. Já falamos em outros posts sobre os perigos da adubação química, veja aqui.

A agricultura intensiva, criada para saciar a grande população humana que cresce cada vez mais vem acabando com o solo terrestre, hoje já existem vários desertos criados pela agricultura e seus fertilizantes e inseticidas. Um belo documentário sobre este fato, que vale a pena ser visto, é a Terra Vista de Cima, retrata muitas situações da Terra hoje e mostra que a solução é a agricultura orgânica, pois a agricultura intensiva não vai durar mais de 30 anos, até que não haja solo suficiente no mundo. veja o pequeno Trailer do documentário:

A parte do documentário que mais me impactou foi ver a situação do Mar de Aral está localizado na Ásia Central. Este grande mar interior recuou em vários tanques separados, transformou-se em um lago de sal, estreitando progressivamente e perdendo completamente a vida. Impacto causado pelo plantio intensivo do algodão. Veja a imagem do deserto, onde antes havia um mar:

As técnicas usadas para se obter o produto orgânico incluem emprego de compostagem, da adubação verde, o manejo orgânico do solo e da diversidade de culturas, que garantem a mais alta qualidade biológica dos alimentos. O produto orgânico é completamente diferente do produto da agricultura convencional, que emprega doses maciças de inseticidas, fungicidas, herbicidas e adubos químicos altamente solúveis. O produto orgânico tem até mais vitaminas e minerais diversos, pois alimenta-se de um solo rico.

A dica fica aqui: procure lojas que vendam produtos orgânicos na sua cidade. E não ache que vai custar mais caro, a diferença é pequena, já foi comprovado! E as próximas gerações agradecem!

Eco atitude do dia – dia 6

Nestes últimos dias temos notado na nossa casa que as plantas e a grama não estão muito bem, estão precisando de nutrientes, mas eu não queria fazer uma adubação química depois de ver tantos problemas ambientais hoje causados por este tipo de produto. O mais comum que as pessoas fazem é comprar um balde de adubo químico, formado de N, P e K e distribuir por todo o jardim, sem saberem que esta prática, ao longo do tempo, cansa o solo e contamina a água subterrânea com nitrogenados.
Pesquisei um artigo que explica de forma fácil o que acontece quando fazemos adubação, na Eco Debate, veja.

Assim sendo, fui atrás de adubo orgânico, alimento verdadeiro e completo para as plantas e achei um fornecedor aqui mesmo em Florianópolis. É uma turfa fértil, feita de composto orgânico, aditivado com várias substâncias.

Foi isso que usei nas minhas plantas e na grama.

Aí vai uma dica para fazer adubação orgânica:

– Faça uma composteira e vá jogando os restos orgânicos do seu lixo;
– Misture da composteira depois de juntar um boa quantidade de composto: 1 kg de torta de mamôna, 300g de farinha de osso e 4 colheres de cinza, 20Kg de esterco de galinha e 5 Kg de calcário.
– Espere 2 semanas, junte uma parte igual de terra preta e adube suas plantas com o preparado.

Em breve dou mais dicas de compostagem!